Simples Assim


Drummond para homenagear às mães

(Drummond e sua filha Maria Julieta)

Essa poesia de Drummond,para mim, é o que mais bonito se disse sobre as mães.
Então, nada melhor, do que homenagear a todas nós, mães, no dia de hoje com essas lindas palavras de Drummond.
Parabéns, mamães do mundo inteiro!
Para SempreCarlos Drummond de AndradePor que Deus permite que as mães vão-se embora?

Mãe não tem limite,é tempo sem hora,luz que não apaga
quando sopra o vento e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada,

água pura, ar puro,puro pensamento.

Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio.

Mãe, na sua graça,é eternidade.
Por que Deus se lembra- mistério profundo -de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,mãe ficará sempre junto de seu filho
e ele, velho embora,será pequenino feito grão de milho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lylia Diogenes

Jornalista, blogueira, mãe, esposa, filha, sogra, amiga, irmã. Leitora voraz, curiosa, destemida, alegre, sensível, apaixonada pela vida, por animais, por viagens, por comidas gostosas, por boas bebidas, frio, silêncio, natureza, paz. Assim sou eu, do jeitinho que me vejo. Múltipla na unidade e acreditando, sempre, que o melhor está por vir.

Novidades!

Adicione esse tempero

” Cozinhar é o tipo de coisa que exige um pouco de paixão e ilusão.”

Nina Horta

Facebook

Publicidade

Pinterest

Google Plus

Categorias