Simples Assim


Endívias com gorgonzola – Entrada especial

É ou não é um chef adorável?
O que você  faria se comesse algo delicioso e de repente descobrisse que aquela delícia tinha sido feita por uma criança? O bom da vida é  que ela nos surpreende com situações assim. Lugares e pessoas que alegram nossa alma, motivam nosso dia e nos faz acreditar  que “tudo vale a pena se a alma não é pequena”, como sabiamente já escreveu Fernando Pessoa…E quando essas surpresas chegam a mim, como um presente, me sinto tão feliz que quero compartilhar.
Conhecer o Bernardo, ou Bê, para os íntimos, foi uma dessas gratas surpresas da vida. Primeiro conheci sua tia. A querida Nana , que faz parte do nosso grupo Amigos da Culinária. Então ela falou do sobrinho “prendado”, que tinha um blog, e que “com dois aninhos começou a pedir pra ajudar na cozinha. colocava ingredientes, ajudava a mexer …”.
Sua estreia na cozinha se deu fazendo um café: “aprendeu a fazer café na cafeteira elétrica. acordava cedo, corria lá pra casa “tia nana, cheguei!” e ia me ajudar com o café da manhã.  colocava o filtro, o pó  e a água na maquininha até o nível indicado (antes perguntava: “é café pa dois ou pa tês?” pra saber até qual marcador ele colocaria a água, pra duas ou três pessoas.  eu brinco até hoje que ele aprendeu a fazer café antes de falar o erre)“.
E a Nana disse ainda que com três anos ele já dava” pitaco” em tudo, ”  o que colocar na salada, com que enfeitar o bolo, com que combinação de frutas fazer o suco. Quando ele tinha uns seis anos, minha mãe comprou uma suqueira, só pra ele fazer as experiências dele. O suco de kiwi com maçã, morango e uva verde até hoje é imbatível”. Vejam só!
Segundo ela, ele nunca mais parou. aprendeu a montar lasanha, a bater bolo, a cortar tomatinhos em flor pra enfeitar a salada. Aos 10 anos ganhou permissão pra acender o fogão. …
E tem mais. Quando ele viaja para o exterior, enquanto o irmão compra videogames ele traz azeite, avental, flor de sal…E  desde o aniversário de 9 anos ele pede pra só ganhar presentes “de cozinha“. nada de roupas, livros e brinquedos.
Isso é pra outra hora, segundo ele,  aniversário é pra ganhar churrasqueira, livro de receita, forma de silicone, rolo de massa, separador de gemas….Que nem nós….
É ou não é um talento ?
Fiquei até em dúvida quando ela falou que ele só tinha 11 anos.
“Será?”, pensei.
Como São Tomé, tive que ver para crer.
Chegou o grande dia então. Tivemos um almoço do nosso grupo para rever nossa querida amiga Lulu, que mora  na Itália . O Bê, foi convidado, claro, pois foi na agradável casa da sua tia Nana.
Logo que o vi foi “amor à primeira vista”.Alegre, simpático e conhecedor do mundo gastronômico. Depois então que provei a deliciosa sobremesa que ele levou…Empadinha de Chocolate…..Aí sim, pude acreditar em tudo que sua tia falou.
Em uma outro almoço do nosso grupo ele preparou, na hora, uma deliciosa entrada com endívias, gorgonzola e nozes. Precisa dizer mais?
E ele, generosamente, me deu a receita que partilho hoje com vocês.
Que tenhamos todos um pouco do Bê: a pureza e a sabedoria das crianças.
Parabéns, Bê!
O Bê, me ensinando a deliciosa entrada…

Endívias recheadas com gorgonzola

  • 4 endívias – só as folhinhas mas bonitas
  • 1 triângulo de queijo gorgonzola
  • 2 colheres de sopa de requeijão cremoso
  • 1 caixinha de creme de leite (pode colocar só meia caixinha e completar com 2 colheres de iogurte desnatado)
  • pimenta-do-reino branca
  • 1 pera
  •  nozes para enfeitar

Como fazer:

  • Lave as endívias, escorra bem, enquanto elas escorrem, prepare o creme.
  • Amasse bem o queijo com o requeijão e o creme de leite. Tempere com a pimenta branca a seu gosto.
  • Prove para ver se precisa de sal. mas cuidado, porque o queijo gorgonzola geralmente é muito salgado.
  • Corte a pera em tiras finas e parta cada pedaço de noz ao meio, para não ficar muito grande.
  • Encha as folhas da endívia com o creme, como se fosse um barquinho. coloque um pedaço de pera e outro de noz em cima, para enfeitar.
  • Arrume num prato bem bonito e sirva para seus convidados.
Simples Assim!

 

  1. Oi Lylia, a possibilidade do aprendizado por qqer pessoa é uma coisa maravilhosa, mas ter um "dom" é divino e esse pequeno grande chef tem um!parabéns a ele e a vc por compartilhar conosco!
    Bj e boa semana.
    Ps: fiz seu brigadeirão branco, até o fim de semana ele aparece no blog!

  2. Oi Lylia, este garoto tem futuro.O talento e a paixão pelas coisas algumas vezes aparecem bem cedo.Também comecei aos 11 anos e sozinha, não tive muito apoio.Não me comparo a esse talentoso futuro chef, mas o amor pelas coisas que nos encantam fluem de maneira tão natural que acabam sendo sem o menor esforço.Parabéns para ele e para você que o admira.Que esse talento perdure para sempre e lhe renda muitos frutos.Beijos e boa sorte aos dois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lylia Diogenes

Jornalista, blogueira, mãe, esposa, filha, sogra, amiga, irmã. Leitora voraz, curiosa, destemida, alegre, sensível, apaixonada pela vida, por animais, por viagens, por comidas gostosas, por boas bebidas, frio, silêncio, natureza, paz. Assim sou eu, do jeitinho que me vejo. Múltipla na unidade e acreditando, sempre, que o melhor está por vir.

Novidades!

Adicione esse tempero

” Cozinhar é o tipo de coisa que exige um pouco de paixão e ilusão.”

Nina Horta

Facebook

Publicidade

Pinterest

Google Plus

Categorias