Simples Assim


Mais uma do meu chef preferido, o Bernardo Ervilha, ou Bê, como é mais conhecido entre nós. Ele já apareceu por aqui trazendo uma entrada com Endívias maravilhosa.
Fico encantada como a vocação é despertada, logo cedo, em nós. A paixão do pela culinária é tão latente que, apesar dos seus 12 anos, já se percebe nas delícias que ele prepara, na maneira como ele manipula os alimentos e na desenvoltura com que ele cozinha. Como se tivesse uma convivência desde sempre com panelas, tachos, talheres e temperos. Vê-lo cozinhar é um prazer para mim e me faz acreditar que cada um nasce assim, abençoado com um dom.
No último encontro com o grupo Amigos da Culinária, que ele também faz parte, ele preparou para nós, um delicioso molho pesto, receita de família, guardada a sete chaves. Eu, metida que sou, não resisti e fui logo pedindo. Mas sua tia, a  Nana, que também faz parte desse grupo já foi avisando: ” Vou sentar com ele e pedir pra ele me ditar. Assim fica com a linguagem dele, ok?  Só que tem o tal do segredinho da avó. Vamos ver se ele libera“.
Fiquei torcendo para dar certo e trazer aqui para vocês. E não é que ele “liberou” a receita? Sorte nossa que agora vamos poder fazer esse molho e , como eu, constatar o quanto é delicioso.
Obrigada Nana e Bê por terem me presenteado com mais essa delícia da cozinha de vocês.
È ou não é um chef?
Penne al pesto do Bê
Ingredientes:
  • 1 copo (de requeijão, 250 ml) de nozes
  • 1 1/2 copo (250ml) de queijo parmesão ralado
  • 2 dentes grandes de alho (ou 3 pequenos)
  • 100 ml de azeite extravirgem
  • 1 maço de manjericão (separar algumas folhas grandes para enfeitar)
Como fazer:
  • Bater no liquidificador os dentes de alho, descascados e espremidos, com o azeite e um pouco das nozes, até o alho se desmanchar todo.
  • Ir juntando as nozes e o queijo ralado.
  • Bater bem. Vai ficar uma mistura fofa.
  • Provar para ver se precisa de sal ou de mais um pouquinho de alho.
  • Normalmente o queijo ralado é bem salgado, não precisa salgar mais.
  • Tirar as folhinas de manjericão (com cuidado para não irem os cabos, senão fica pedaçudo) e colocar no copo do liquidificador.
  • Bater bem.
  • O pesto vai ficar uma mistura macia parecendo veludo.

Cozinhando a massa

  • Colocar o macarrão (penne) para cozinhar na água com sal.
  • Antes de escorrer, pegar um copo da água do cozimento do macarrão.
  • Fica mais fácil usando uma concha, e tentando pegar toda a espuminha que fica por cima da água fervendo.
  • Escorrer o penne, pegar o copo com  a água do cozimento do macarrão e juntar no liquidificador.
  • Dar uma última batida.
  • Misturar o pesto na massa, mexendo devagar para não quebrar o penne.
  • Enfeitar com as folhinhas de manjericão e servir com queijo ralado à vontade.
E, além de ser um bom chef , é lindo.
E eu toda orgulhosa de ser amiga de um chef tão especial

 

  1. Lylia querida, que fofinho!
    Muito meiguinho, e já sabe cozinhar que encanto!!
    O mundo precisa de mais crianças assim, seria tão melhor não é!? Obrigada por compartilhar esta delícia de receita conosco, muito gentil da parte dele ceder uma receita de família!
    Desejo um ótimo restinho de tarde! Bjinhos!

  2. Lylia é mesmo como vc disse além de um Chef super talentoso é lindo! Acho tão fofo quando as crianças crescem incentivados pela culinária, e quando gostam de cozinhar fazem maravilhas não é? E que generoso, liberou todos os segredinhos, pelo que vi, vai ser um grande Chef no futuro. Essa massa ficou maravilhosa e imagino o sabor e aroma. Parabéns Bernardo continue assim que vc vai longe!. Beijinhos.

  3. Lylia, que fofura esse chef que está visitando sua cozinha hoje! Também fico encantada com esses pequenos que cozinham, como você disse, dom é dom…não se explica 🙂 Parabéns ao Bernardo e sua massa caprichada, é receita para fazer bonito no almoço de família! Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lylia Diogenes

Jornalista, blogueira, mãe, esposa, filha, sogra, amiga, irmã. Leitora voraz, curiosa, destemida, alegre, sensível, apaixonada pela vida, por animais, por viagens, por comidas gostosas, por boas bebidas, frio, silêncio, natureza, paz. Assim sou eu, do jeitinho que me vejo. Múltipla na unidade e acreditando, sempre, que o melhor está por vir.

Novidades!

Adicione esse tempero

” O cozinheiro é um artista que vê no ingrediente uma tela em branco.Nos temperos as tintas e então com sua alma criativa mescla textura, formas e sabores, fazendo do prato de comida a mais pura obra de arte.”

Marina de Carvalho Mendes

Facebook

Publicidade

Instagram

Google Plus

Categorias