Simples Assim


Especial de Natal – O peru não pode faltar

peru de Natal
Você sabe de onde surgiu a tradição do Peru de Natal?
O hábito de comer peru no Natal surgiu em Plymouth, Massachusetts, nos Estados Unidos , em 1621. Naquele ano, no dia  de Ação de Graças, serviu-se peru selvagem, criado pelos índios mexicanos, como prato principal.
Por ser uma carne mais barata foi levada pelos espanhóis para a Europa no século XVI, tornando-se símbolo de alimento das grandes ocasiões. Em nosso país, o peru é apreciado desde a época colonial.
Nos Estados Unidos, o peru representou o fim da fome dos primeiros colonos ingleses que lá chegaram, e hoje é prato obrigatório no Thanksgiving, ou Festa de Ação de Graças. No Brasil a ave é apreciada desde a época colonial.

Depois das devidas apresentações , vamos então ao meu peru de Natal. Todo os anos costumo celebrar o Thanksgiving aqui em casa e , claro, não pode faltar o peru. Esse ano, meu Thanksgiving foi muito significativo, pois consegui reunir pessoas muito especiais ao meu lado. Uma delas, a Ana Maria, gostou tanto do Peru, que ontem, quando nos encontramos, ela perguntou: ” E o molho do Peru, você não vai colocar no Simples Assim?

 Então, atendendo ao pedido da Ana, me antecipo ao meu  Peru do Natal.

                                            Peru de Natal

Na véspera você coloca o peru no seguinte tempero que, por sinal, é herança de minha mãe.
Tempero do Peru:

  • Sal (tantas colheres de sopa  quantas forem dos quilo do peru
  • 5 dentes de alho socados
  • 1 copo de vinagre
  • 1 copo de vinho branco seco
  • 1 colher de chá de pimenta do reino branco
  • 1 colher de chá de cravo em pó
  • 1 folha de louro.

Refogado:

  • Liquidifique tomates, cebolas, pimentão e cheiro verde.

Como fazer:

  • Leve ao fogo para aquecer 100 gr de bacon com 100 gr de manteiga
  • Junte os temperos liquidificados e o vinha d’alhos  em que estava o peru a este refogado.

Assando o peru:

  • Coloco em uma assadeira manteiga e óleo. E, por cima, o peru com uma porção do molho.
  • Não forro com papel alumínio, pois vou aproveitar o molho que vai ficar.
  • Cubro com o papel alumínio e levo ao forno pré-aquecido.
  • De meia em meia hora , tiro a peru do forno e rego com mais um pouco de molho.
  • Não lembro quando tempo fica no forno nessa primeira fase, com papel alumínio, mas acho que mais ou menos umas 1 hora, dependendo do tamanho do peru.
  • Tiro do papel alumínio e deixo dourar.

O molho que a Ana gostou e pediu:

  • Coloco a assadeira na boca do fogão e , então faço o molho.
  • Coloco umas três cebolas raladas, 4 dentes de alho espremidos , 3 colheres de manteiga.
  • Vou raspando a assadeira com esse molho.
  • Quando a cebola já está molinha, coloco um pouco de água,  continuo raspando e coloco então: coloco , então:
  • Shoyu
  • Catchup
  • Vinho madeira
  • E vou mexendo,mexendo até formar aquele caldo grosso, bonito.
  • Quando ficar assim, apago
  • Se preferir pode coar, às vezes nem precisa.
  • No momento de servir , coloco um pouco em cima do peru e o restante em uma molheira para cada um se servir, conforme seu gosto.

Vamos viver intensamente esta semana o Natal. O Menino Jesus já está bem pertinho de nós, vamos ,então, nos esvaziar daquilo que não vale a pena para  nos enchermos com a Sua presença.

 

Lylia Diogenes

Jornalista, blogueira, mãe, esposa, filha, sogra, amiga, irmã. Leitora voraz, curiosa, destemida, alegre, sensível, apaixonada pela vida, por animais, por viagens, por comidas gostosas, por boas bebidas, frio, silêncio, natureza, paz. Assim sou eu, do jeitinho que me vejo. Múltipla na unidade e acreditando, sempre, que o melhor está por vir.

Queremos ouvir você!

Novidades!

Facebook

Publicidade

Instagram

Google Plus

Adicione esse tempero

“Cozinhar com sabor são delícias compartilhadas com amor !”

Aimara Shindler

Categorias