Simples Assim


bacalhau-a-ze-do-pipo
Qualquer dia pode ser de festa. Qualquer hora é hora.  Muitas vezes o céu está cinza mas a gente pode torná-lo azul dentro de nós. Questão de estado de espírito, de “mood”, como dizem os americanos.
Uma vez li, não sei aonde, que a alegria é algo que a gente “fabrica” dentro da gente e que tem que ser trabalhada todos os dias para que isso aconteça. Cada um “fabrica” a alegria do seu jeito.Um dos meus jeitos favoritos é colocar uma comida gostosa na mesa. Não tem quem não abra um sorriso com algo saboroso. É ou não é?
Hoje ,olhando minhas fotos, me deparei com esse bacalhau que fez muito sucesso na Páscoa passada. E, pensei cá comigo:
” Por que não alegrar nossa quarta com uma receita bem gostosa?”

E aí está, então, esse “Bacalhau  á Zé do Pipo” , uma tradicional receita portuguesa feita com um cremoso purê de batatas e gratinado no forno.
Tenho certeza que ninguém vai deixar de sorrir com essa delícia.

Uma quarta muito alegre para todos nós!

bacalhau-a-ze-do-pipo2

Bacalhau à Zé do Pipo – do jeitinho que a querida Carla  ensinou.

Ingredientes

  • 1 kg de lombo de bacalhau dessalgado e cozido em 1litro de leite
  • 2 xícaras (chá) de azeite extravirgem
  • 4 cebolas em rodelas finas
  • 1 pimentão  cortado em tiras,  sendo uma parte vermelha , verde e amarelo
  • 2 folhas de louro
  • farinha para empanar
  • 1 kg de batatas cozidas e espremidas
  • 1 colher (sopa) bem cheia de manteiga ou margarina
  • 1 gema
  • 1 caixinha de creme de leite ( por minha conta)
  • noz moscada ralada na hora
  • sal à gosto
  • 250 g de maionese
  • azeitonas pretas pra decorar ( usei verde)
Como fazer:
  • Dessalgue o bacalhau no dia anterior, trocando sua água umas 4 vezes, de 6 em 6 horas.
  • Experimente uma pequena lasquinha e verifique se já está no ponto, e só depois cozinhe rapidamente no leite, mas não deixe que desmanche
  • Retire o bacalhau do leite com cuidado, e reserve esse leite.
  • Passe os lombos de bacalhau (um pouco mais frios) na farinha de trigo e doure-os nas duas xícaras de azeite.
  • Vá arrumando os pedaços num refratário conforme for fritando.
  • Frite aos poucos para não desmanchar! ( ( eu pulei essa parte. dei uma leve grelhada com um pouco de azeite, sem usar a farinha e as duas xícaras indicadas)
  • Depois de fritos, no mesmo azeite coloque a cebola e mexa bem.
  • Adicione o louro, o pimentão e vá mexendo, com cuidado para que fiquem bem brilhantes, mas não douradas.
  • Para isso, adicione um pouco do leite do cozimento do bacalhau à esse refogado.
  • O leite faz com que o refogado fique com um pouco mais de sabor do bacalhau, e faz com que as cebolas não escureçam.
  • Adicione sal à gosto, sempre dando uma experimentada, pois o leite já contém um pouco do sal do bacalhau, e o azeite também.
  • Quando a cebola estiver bem murchinha, desligue o fogo, retire as folhinhas de louro e deixe dar uma esfriadinha.
  • Enquanto isso prepare o purê de batatas:
  • Esprema as batatas ainda quentes, coloque na panela, adicione uma colher generosa de manteiga, um pouco do leite “do bacalhau”, a gema, um pouco de noz moscada, e leve ao fogo apenas até a manteiga derreter. Desligue o fogo, acerte o sal e mexa bem.( eu ainda acrescentei 1 caixinha de creme de leite)
  • Para a montagem, pegue o refratário onde está o bacalhau já arrumadinho, coloque todo o refogado de cebolas e pimentão por cima, inclusive o azeite, e arrume bem com uma colher ou garfo.
  • Por cima desse refogado, espalhe a maionese, formando uma grossa camada por cima.
  • Coloque o purê de batatas num saco de confeitar e vá espalhando pela borda do refratário. Se não tiver o saco de confeitar, use duas colheres mesmo, não tem problema.( foi o que eu fiz)
  • Feito isso, leve ao forno alto preaquecido até dar aquela dourada/gratinada.
  • Retire do forno, decore com azeitonas pretas e sirva com arroz fresquinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lylia Diogenes

Jornalista, blogueira, mãe, esposa, filha, sogra, amiga, irmã. Leitora voraz, curiosa, destemida, alegre, sensível, apaixonada pela vida, por animais, por viagens, por comidas gostosas, por boas bebidas, frio, silêncio, natureza, paz. Assim sou eu, do jeitinho que me vejo. Múltipla na unidade e acreditando, sempre, que o melhor está por vir.

Queremos ouvir você!

Novidades!

Facebook

Publicidade

Instagram

Google Plus

Adicione esse tempero

“Cozinhar com sabor são delícias compartilhadas com amor !”

Aimara Shindler

Categorias